GRUPOGOU

Produto local – Além do consumo de alimentos

Há uma curiosidade cultural sobre esses produtos e serviços selecionados localmente que vai muito além do mundo de consumo de alimentos.

19.07.2019

O termo produto local tem sido identificado nos últimos anos como uma distinção de qualidade relacionada tanto ao consumo de alimentos quanto às causas ambientais. O termo “COMPRE LOCAL” tem crescido em popularidade entre os consumidores e, hoje em dia, é amplamente utilizado principalmente como ferramenta de food marketing no varejo e no marketing de restaurantes.

A definição do termo produto local evoluiu a partir de um pequeno nicho de mercado para toda uma categoria de produtos de alto consumo. O significado deste termo para o consumidor atual continua evoluindo e seu conceito tornou- se mais abrangente, englobando cultura alimentar, saúde, bem estar, sustentabilidade, orgânico, culinário e natural.

O início da procura por “TUDO LOCAL” aconteceu na primeira metade do século XXI. Produto local não é necessariamente relacionado somente a produtores comunitários, pequenos agricultores, feirantes e vendedores de frutas e verduras de beira de estrada. Há uma curiosidade cultural sobre esses produtos e serviços selecionados localmente que vai muito além do mundo de consumo de alimentos.

A comida contemporânea – a comida a qual temos acesso hoje – tem nos assustado tal o volume de produtos importados de baixa qualidade. É crescente a preocupação com o meio ambiente, com o contínuo desejo por alimentos menos processados e com uma demanda cada vez maior por produtos únicos, artesanais e produzidos manualmente por alguém. Além do aumento do interesse, esses produtos começam a ser amplamente validados por diversos grupos de consumidores, num movimento chamado “COMPRE LOCAL”.

Produto local funciona

Há cerca de uma década quando perguntávamos aos consumidores como definiriam “COMPRAR LOCALMENTE”, as respostas mais comuns se referiam a produtos alimentícios: “crescem perto da minha casa”; “são comercializados na minha própria região”; “são produtos mais frescos porque crescem a menos de 100 km de distância do meu consumo”; “é comprar produtos que estimulam pequenos empreendedores, como fazendeiros e artesãos locais”. Mais do que uma conexão entre o orgânico e o natural, as ofertas de produtos locais tem uma narrativa atrativa que se comunica com tendências modernas de consumo inteligente de alimentos com valor agregado e com as preocupações dos consumidores.

Atualmente os consumidores motivados a “COMPRAR LOCALMENTE” estão em busca de algo mais do que somente um produto das redondezas. Local e orgânico são fatores chave que os consumidores buscam quando compram alimentos e bebidas. Local possui benefícios que continuam a atrair consumidores, frequentemente indo além do orgânico por se tratar de uma garantia de qualidade mais tangível.

 

Produto local - Think global, act local

Os consumidores identificam ingredientes locais e COMIDA LOCAL como os mais importantes representantes do real, fresco e minimamente processado, independentemente se forem comprar ou não. Os consumidores priorizam comidas que estejam o mais próximo possível de sua forma natural, o que significa em geral comida elaborada de forma mais simples possível e com alimentos cultivados naturalmente.

De acordo com o relatório ORGANIC & NATURAL 2018 da equipe do Hartman Group de Seattle, consumidores a nível mundial percebem os alimentos, ingredientes e bebidas locais como os mais sustentáveis e mais saudáveis. De acordo com o referido estudo, aproximadamente 39% dos consumidores compraram mais produtos locais em 2017 do que no ano anterior.

Entre os consumidores com um estilo de vida mais focado em saúde, em bem estar e em sustentabilidade, comprar produtos locais é colocar em prática o termo ambientalista “THINK GLOBAL, ACT LOCAL”, ou seja, PENSE GLOBALMENTE E AJA LOCALMENTE. Este grupo de consumidores equilibra a equação de comprar localmente com o conceito de FOOD MILES ou a distância que o alimento percorre desde sua colheita até chegar ao local onde será consumido. Este conceito contribui para a redução da emissão de carbono e para que produtores possam continuar cultivando seus produtos perto de seus mercados consumidores. Para os consumidores de estilos de vida sustentável e saudável, comprar alimentos locais possui a percepção de proteger e aquecer a economia local preservando o meio ambiente, e consequentemente gerando melhor qualidade de vida para si e sua família.

O termo PRODUTO LOCAL também é relacionado por consumidores como “VOTE WITH ONE’S DOLLAR” ou GASTE BEM SEU DINHEIRO, pois como foi comentado por um entrevistado durante a pesquisa, “….é melhor pagar um pouquinho mais por produtos orgânicos locais ou queijos artesanais locais, porque se eu não fizer isso, existe o sério risco deles irem embora”. Esse é o “mindset” típico do consumidor que gostaria de manter a loja ou mercado de bairro e ao mesmo tempo fazer algo de bom, visando o bem estar comum. Para a maioria dos consumidores, o fascínio por produtos locais tem a ver com o retorno aos valores simples da vida, uma equação de gentileza aliada a processos antigos de produção manuais, artesanais e principalmente podendo identificar os produtos com um local de origem ou com um “rosto”, conhecer o produtor.

Produto local nas compras

Por que o produto local é importante?

Apesar de alguns consumidores acreditarem ideologicamente ser possível consumir somente alimentos locais, essa não é uma realidade, muito embora os alimentos oriundos de determinadas regiões ou produtos locais são categorias de produtos com excelência local reconhecida dentro e fora de sua região e possuem atributos sensoriais excepcionais ou com marca de destaque pela sua qualidade.

Para o consumidor final, os alimentos e ingredientes locais em geral são vistos como itens de qualidade a serem consumidos em seus lares.

A análise da percepção da oferta no varejo pode demonstrar ao consumidor que os esforços para promover esses produtos locais também contribuem para o desenvolvimento da economia gerando um estímulo direto e indireto evidente, uma vez que o produtor ao comprar seus insumos e embalagens e estes fornecedores consequentemente comprando outros insumos, etc. etc. estão gerando riqueza para a economia local.

A proximidade do produtor permite ainda um intercâmbio maior de informações entre o que é viável produzir e o que o consumidor gosta, gostaria ou precisa. Por exemplo, o gosto do carioca pelo feijão, por doces e até mesmo pelo açúcar refinado é diferente do paulista. O local sente. Já o distante não.

Ao compararmos com os dados dos últimos dez anos, o movimento e o consumo do produto local hoje têm crescido substancialmente. Ofertas locais possuem transparência e confiança. Os consumidores acreditam que pequenas propriedades e pequenos produtores rurais tem mais integridade e estão mais profundamente engajados na qualidade e no sabor desses produtos. A confiança do consumidor acontece de forma natural por se tratar de canais mais diretos de comunicação e comercialização – lotes menores de fabricação, mais qualidade e atenção aos detalhes e proximidade com a origem do que se come.

Produto local - Queijos

A atenção por produtos e ingredientes feitos e consumidos localmente crescerá nos próximos anos. Esta é uma tendência qualitativa com fortes influências em melhoria da saúde, estilos de vida mais sustentáveis e novas experiências culinárias. Os princípios para o desenvolvimento do marketing de consumo local continuam sendo a autenticidade e a transparência.

O movimento a favor de produtos e ingredientes locais está em pleno desenvolvimento no mundo e já começa a apresentar seus primeiros resultados positivos em termos de sustentabilidade relacionados a melhorias nas biodiversidades agrárias locais, nas notas sensoriais superiores testadas em todas as categorias de produtos e na relação direta entre quem faz e quem come.

Produto local - From local to global

 

Por que um produto local?

 

O PRODUTO LOCAL É MAIS GOSTOSO
Estudos realizados em diversas universidades pelo mundo confirmam que o frescor, o sabor e principalmente a vitalidade de um produto alimentar é prejudicado em função da distância percorrida entre o local onde é produzido ou cultivado e o local onde será consumido.

PRODUÇÃO LOCAL É MELHOR PARA VOCÊ
Produtos frescos perdem rapidamente os seus nutrientes. Atualmente os produtos congelados depois de preparados ou colhidos contem mais nutrientes do que aqueles produtos que são produzidos para sobreviver a longas jornadas entre câmaras frias e meios de transporte.

O PRODUTO LOCAL SALVAGUARDA A BIODIVERSIDADE AGRÁRIA
De modo a cumprir normativas, os produtos “estandardizados” são todos produzidos num mesmo local, a uma distância enorme de onde serão consumidos.

Produtos locais, por sua vez, geralmente privilegiam as variedades, espécies ou tipos locais de matérias prima.

O PRODUTO LOCAL NÃO É OGM
Nos dias atuais, instituições agroquímicas determinam o que plantar, quais cereais ou hortaliças serão geneticamente modificados em monoculturas intermináveis.

O PRODUTO LOCAL APOIA O EMPREENDEDORISMO RURAL
Com a demanda por produtos locais feitos artesanalmente, os profissionais e artesãos tendem a retornar com suas famílias para trabalhar e viver em seu local de origem.

O PRODUTO LOCAL NOS FAZ SENTIR PARTE DE ALGO MAIOR
Quando o consumidor compra um produto local diretamente do produtor, ele tem a oportunidade de conhecer a realidade das pessoas: o meu produtor de queijo, o meu padeiro, o nosso verdureiro e por aí em diante.

O PRODUTO LOCAL SALVAGUARDA ESPAÇOS ABERTOS
As áreas no mundo onde a agricultura ou pecuária foram abandonadas, transformaram – se em áreas com prédios e verdadeiras “selvas de pedra”. Sempre que compramos produtos locais estamos diretamente contribuindo para a conservação das paisagens rurais do entorno.

Ao pensar nas próximas gerações é fundamental apoiarmos e ter orgulho do produtor local que – além de cultivar produtos artesanalmente – vende diretamente a um pequeno número de consumidores na mesma região onde vive com sua família. Contribuindo hoje poderemos ter certeza que nossas próximas gerações terão acesso aos mesmos ingredientes deliciosos, nutritivos e abundantes que tivemos a oportunidade de usufruir. Existe uma aliança vital entre o campo e a cidade, pois sem esse elo não se pode criar uma sociedade sustentável.

TEXTO ORIGINAL HARTMAN GROUP, SEATTLE, USA

Looking beyond buying local

Study overview

 

 

Mais notícias

veja todas